Tel.: 61 3223-6150

Filiado a fecomercio      

A entrega de resultados diferenciados através de testes rápidos

Notícias Terça, 03 Novembro 2015 15:41

Fonte: LabNetwork

A Agência Nacional de Saúde (ANS) divulgou na quarta-feira (28), uma nova lista de procedimentos que deverão ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde em 2016. Dentre estes procedimentos estão a inclusão dos testes rápidos para diagnóstico da Dengue, pesquisa de anticorpos (IgM/IgG) e antígeno (NS1), que fazem parte do portfólio de produtos Alere.

Nos últimos anos, a dengue tem sido uma das mais importantes doenças epidêmicas registradas em países em desenvolvimento, causando grande impacto econômico, social e de saúde pública para as comunidades onde ocorre. Uma estimativa recente indica 390 milhões de infecções por dengue a cada ano, dos quais 96 milhões de casos com manifestação clínica. A Organização Mundial de Saúde estima que 500.000 pessoas com dengue grave necessitam de internação todos os anos, grande parte das quais são crianças e cerca de 2,5% dos afetados morrem.

Os testes rápidos da Alere permitem o diagnóstico em apenas 15 minutos, com leitura visual e sem a necessidade de instrumentos ou leitores, o que garante o início imediato do tratamento dos sintomas apresentado pelo paciente. Além disso, quanto mais rápida for a detecção do quadro infeccioso, mais rapidamente as unidades de Pronto Atendimento serão desafogadas e os leitos e custos maiores serão destinados aos pacientes com quadros graves da doença.

A detecção de IgM, IgG e do NS1 também pode ser feita de forma simultânea através do teste rápido Alere Dengue DUO, que possui os três marcadores no mesmo cassete, trazendo assim, muito mais agilidade para o atendimento do cuidado com a saúde.

Esta novidade no rol de procedimentos da ANS demonstra mais uma vez a importância dos testes rápidos para o diagnóstico precoce em momentos de epidemia.

  SDS Ed. Venâncio VI, Bloco O, Salas 319/320 
  Asa Sul. Brasília DF. Brasil
  CEP: 70393-905

  +55 61 3223-6150

  relacionamento@sindilab.com.br